18 táticas de marketing para a sua empresa de paisagismo em 2022

23 mar
18 táticas de marketing para a sua empresa de paisagismo em 2022

Quando é o responsável pela gestão da sua própria empresa de paisagismo, é fácil dedicar todo o seu tempo aos clientes e à manutenção das máquinas.

Com o pouco tempo que resta, desenvolver o marketing da sua empresa pode parecer uma tarefa desnecessária. Contudo, tal como a contabilidade, o marketing é uma parte essencial da gestão de uma pequena empresa. Mas, também como na contabilidade, nem sempre é fácil saber por onde começar ou como fazê-lo da melhor forma.

Por que motivo deve investir no marketing da sua empresa?

O marketing tem como finalidade fazer com que mais pessoas tomem conhecimento da sua empresa, aumentando o interesse destas pelo mesmo e, assim, angariar mais clientes. Sem ele, apenas poderá contar com o método de comunicação boca a boca. Vejamos, o método boca a boca é uma ferramenta poderosa — não há nada como a recomendação de um bom cliente aos seus amigos — mas não pode controlar esse método de forma ativa e estará sempre limitado às pessoas com as quais já trabalha. Para expandir a sua empresa, é importante alcançar novas pessoas, para além da sua rede de contactos existente.

Neste artigo, irá encontrar algumas táticas de marketing fáceis e rápidas, que pode colocar em prática para expandir a sua empresa, sem gastar muito dinheiro ou tempo nesse processo. Estas táticas irão ajudá-lo a aumentar o reconhecimento e o interesse dos clientes a longo prazo, sem ter de despender muito tempo.

O artigo também inclui uma lista de verificação de marketing para empresas de paisagismo para que possa começar.

1. Dedique tempo

Embora possa ser tentador deixar o marketing em segundo plano, o primeiro passo é torná-lo um compromisso semanal. Mesmo que lhe dedique apenas uma hora por semana — durante a pausa de almoço ou após o trabalho — isso fará com que possa formular e colocar em prática um plano de marketing. Pode escolher um ou dois elementos presentes nesta lista para colocar em prática uma vez por semana, para começar.

2. Apresentação rápida

Os profissionais do marketing falam muito sobre “marca”. Neste contexto, “marca” é o que a sua empresa representa para as pessoas. Pense em algumas marcas famosas e no que elas representam: Apple = tecnologia de ponta; Amazon = loja online com produtos baratos; McDonald’s = fast food barata. Pense na Kawasaki Engines. Sim, fabricamos motores, mas a nossa marca é sinónimo de potência de alto rendimento duradoura e fiável para máquinas de paisagismo.

Consegue resumir a sua empresa e o seu ponto de venda único numa frase? Conseguir definir sucintamente o que a sua empresa representa é o fator-chave para comunicar de forma clara a sua oferta aos clientes e potenciais clientes. Observe que o fator “único” é a parte mais importante: o que o distingue das restantes empresas de paisagismo?

Esta mensagem irá ajudá-lo a direcionar o seu foco para as suas comunicações de marketing. Se tiver funcionários, certifique-se de que eles utilizam essa mensagem, para que representem a sua empresa de forma eficiente.

3. O seu logótipo

Avalie honestamente o logótipo e a identidade ou o estilo do design da sua marca (cores, tipo de letra, etc.). Representam a sua empresa? Uma marca pode comunicar mensagens, tais como profissionalismo, qualidade, experiência, criatividade, diversão, autoridade, acessibilidade ou excelência. Reveja o seu próprio logótipo e decida se o mesmo precisa de ser modernizado ou reavaliado. Um designer gráfico local pode ajudá-lo a concretizar as suas ideias.

Várias abordagens ao logótipo da marca Carhartt. Na sua opinião, que logótipo transmite a mensagem de “roupa de trabalho de excelência”?

4. Traçar o perfil dos clientes

Traçar o perfil dos clientes é apenas uma expressão utilizada no marketing para “conhecer os seus clientes”. Significa especificamente o seguinte: o que é que eles querem de si? Quais dos seus problemas está a resolver? O que é que eles consideram ser um sucesso? De que forma é que eles gostam de comprar? De que forma é que a sua atividade se enquadra na vida deles?

Apesar de poderem ser gastos milhares de euros na tarefa de traçar o perfil dos clientes — ou seja, ficar a conhecer o seu mercado — o simples gesto de traçar um perfil simples de cada “tipo” de cliente irá ajudá-lo a direcionar o foco para as suas comunicações de marketing.

Isto pode ser algo tão simples como identificar que tem, de uma forma geral, dois tipos de clientes:

  • Proprietários de habitações na faixa dos 40 e poucos anos, da classe média/alta, que querem investir numa remodelação total do jardim
  • Proprietários reformados de pequenas habitações suburbanas, que precisam de assistência na manutenção do jardim

Para desenvolver a sua ideia de quem são estas pessoas e de como pode alcançá-las, responda às seguintes perguntas:

  • Que publicações é que estas pessoas leem?
  • Que redes sociais utilizam?
  • Em que fontes confiam?

Pode chegar à conclusão de que a forma mais rápida de alcançar o primeiro “tipo” de cliente é tendo um perfil de Instagram interessante relacionado com o seu trabalho, enquanto que, para alcançar o segundo “tipo” de cliente, tem de ter em conta que este confia no método boca a boca e na leitura de revistas locais. Aqui, irá encontrar algumas dicas sobre formas de alcançar potenciais clientes ou até mesmo de identificar novos clientes que gostaria de começar a abordar. O artigo irá ainda mostrar-lhe o porquê de os clientes recorrem a um paisagista: é por vaidade? Gostam da natureza? Estão a preparar-se para vender a sua propriedade? Têm família? Estas perguntas irão ajudá-lo a escrever uma mensagem ou a criar uma publicação relevante para os seus clientes quando estiver a falar dos seus serviços.

5. Pesquisa do mercado

Da mesma forma que deve conhecer a sua empresa a cem por cento, também deve saber exatamente quem são os seus concorrentes. Escolha dois concorrentes locais e responda às seguintes perguntas:

  • Quem são?
  • Que serviços oferecem?
  • Em que áreas atuam?
  • O que os distingue de si?
  • Que tipo de clientes procuram?
  • Os sites deles são mais profissionais?
  • Oferecem serviços ou produtos mais baratos?
  • Têm como foco um tipo específico de projetos de jardinagem?
  • Estão presentes nas redes sociais?
  • Identifique quaisquer lacunas e áreas onde poderia melhorar.

Isto irá ajudar a garantir que mantém a sua competitividade.

6. Tenha um plano

Ao trabalhar no setor do paisagismo, estará em sintonia com as estações do ano e irá adaptar o seu trabalho em função das condições meteorológicas. Da mesma forma que pensa na sazonalidade da sua empresa, pense na sazonalidade do seu marketing.

Elabore um calendário de 12 meses, incluindo eventos importantes, promoções, marcos e datas-chave do ano. Utilize-o para definir quando poderá ter mais tempo para dedicar a alguma atividade de marketing, assim como as mensagens-chave que gostaria de partilhar com potenciais clientes.

Eventualmente, poderá identificar tendências, tais como pessoas que investem no tratamento de relvados entre março e outubro ou que o inverno é a época do ano mais comum para começar a planear um projeto de renovação do jardim.

Assim que souber quais são os serviços que as pessoas pretendem em cada época do ano, pode estar preparado — tendo as mensagens promocionais adequadas antes do início da procura. Isto irá estruturar e conferir clareza às suas comunicações, bem como garantir que a sua oferta vai ao encontro daquilo que as pessoas estão à procura e quando elas estão à procura.

7. Compromisso a longo prazo

A publicidade — seja em formato online ou impresso — pode ajudar a gerar consultas a curto prazo, enquanto o anúncio estiver ativo. O marketing — por exemplo, a partilha de fotografias do seu trabalho nas redes sociais — funciona de forma mais gradual, a longo prazo. Enquanto a publicidade vende serviços, o marketing ajuda-o a vender a sua “marca”: quem é, o que representa, o que oferece. Por exemplo: pode não ter visto recentemente um anúncio da Red Bull, mas conhece a marca e sabe o que ela vende. Uma marca é isso.

Portanto, não esteja à espera de aumentar os seus esforços na área do marketing e obter, com isso, um retorno imediato. Uma marca pode demorar anos a ser construída, por isso, é necessário compreender que a atividade de marketing leva tempo até produzir resultados. A publicidade também funciona melhor se as pessoas já reconhecerem o nome ou o logótipo da sua empresa — por isso, um pouco de dedicação ao marketing da marca a longo prazo é um fator importante.

8. As primeiras impressões contam

Qual é a impressão que pretende comunicar? Que é um profissional qualificado e de confiança, que leva a sério o seu trabalho? Talvez queira que as pessoas saibam que é afável.

Nada irá criar uma impressão mais errada do que ter uma carrinha suja e com danos ou funcionários com uma apresentação descuidada. Certifique-se de que as ferramentas, os equipamentos e os veículos são mantidos o mais limpos possível (seja realista!) e que os funcionários têm uma apresentação cuidada. Ter t-shirts/sweatshirts com o nome da marca não é uma opção cara e ajuda a transmitir uma imagem profissional aos clientes e potenciais clientes.

Diga aos seus funcionários como pretende que estes se apresentem: de forma educada, afável e prontos a ajudar.

9. Redes sociais

Utilização das redes sociais na Europa:

  • Reino Unido 66%
  • França 60%
  • Espanha 62%
  • Alemanha 45%
  • Itália 60%
  • Portugal 69%.

Dentro da UE, 57% das pessoas com idades entre os 16–74 anos utilizavam redes sociais em 2020, representando um aumento de 3 pontos percentuais em relação a 2019. Independentemente de se gostar ou não delas, as redes sociais são uma grande fonte de informação para os consumidores. Portanto, são uma ferramenta poderosa para alcançar os grupos-alvo. John Ryan é um excelente exemplo da nossa indústria. Além disso, a sua utilização é gratuita, por isso, vale a pena criar um perfil profissional nas plataformas que puder gerir.

No entanto, não se sinta pressionado a utilizar todas. Plataformas como o Instagram e o Facebook, com uma forte presença visual, são ótimos lugares para apresentar o seu trabalho visualmente e, se se focar numa plataforma numa fase inicial, terá um impacto maior.

10. Comunidade

Sejam fornecedores, fabricantes, clientes, apoiantes, especialistas da indústria ou personalidades da televisão ligadas à horticultura, deve começar a seguir pessoas ou fontes de informações relevantes nas redes sociais. Pode localizar facilmente pessoas ou conteúdos de interesse pesquisando por hashtags, tais como #paisagismoprofissional. Irá encontrar inúmeros conteúdos criativos e inspiradores. Ligue-se às pessoas que publicam conteúdos relacionados com estas áreas, comente as respetivas publicações e partilhe os trabalhos que admira. Esta interação é recíproca e, quanto mais energia lhe dedicar, maior será a sensação de comunidade que irá obter.

As redes sociais são sociais. Muitas empresas utilizam-nas apenas para fins de publicidade da sua atividade e questionam o porquê de ninguém interagir. As redes sociais funcionam melhor quando não se fazem apenas publicações, mas sim quando se deixam “gostos”, assim como quando se seguem e comentam as publicações de outras pessoas. Desta forma, pode garantir a visibilidade da sua empresa e começar a criar um público.

11. Partilhe o seu sucesso

Não é algo natural para todos, mas promover excelentes trabalhos e sucessos é uma boa forma de demonstrar a sua experiência.

  • Terminou um projeto desafiante de elevada exigência e tem algumas fotografias atraentes que o demonstrem?
  • Ganhou um prémio da indústria?
  • Foi-lhe atribuído um contrato de elevada importância?

Independentemente de se tratar da publicação de uma atualização nas suas redes sociais ou de entrar em contacto com uma publicação da indústria ou um jornal local para falar sobre o tema, poderá reforçar o perfil do seu trabalho e atrair novos negócios.

12. Avaliações no Google

Os proprietários de pequenas empresas referem-se às avaliações no Google como um feedback extremamente valioso. É através delas que os clientes o recomendam e deixam uma avaliação relacionada com as suas experiências no contacto que tiveram com a sua empresa. São, cada vez mais, um local onde potenciais clientes acedem para obter um feedback honesto do seu trabalho antes de decidirem se querem ou não interagir consigo. Por isso, seja proativo e não tenha vergonha de solicitar uma avaliação positiva aos seus clientes satisfeitos.

13. Reforce as suas competências

As organizações ou os grupos de contactos locais organizam, com frequência, seminários gratuitos com a finalidade de ajudar as empresas a melhorar a sua atividade de marketing. Quer se trate de uma masterclass de relações públicas ou um digital marketing breakfast, estas sessões gratuitas são uma excelente forma de obter ideias para o marketing da sua própria empresa. Além disso, são uma ótima oportunidade de estabelecer contactos, que podem também gerar novos consultas de negócio.

14. Esquemas de incentivos

O método boca a boca é extremamente importante e as pessoas valorizam uma recomendação pessoal no que diz respeito aos profissionais ou serviços que envolvem trabalhos realizados em casa. Já considerou criar um esquema “recomendar a um amigo”, em que é oferecido um desconto na primeira marcação? Ou em que recompensa os clientes habituais com uma oferta especial, um presente ou um tratamento de relvado gratuito? Fazer com que os clientes se sintam valorizados, especialmente se estes forem fiéis há já algum tempo, é uma excelente forma de manter a empresa e ganhar mais com isso.

15. Seja uma referência

Enquanto paisagista profissional, terá inúmeras dicas e conselhos para a gestão de projetos de jardinagem comuns. Este conhecimento é uma moeda de troca que pode utilizar nas redes sociais, incluir num vídeo ou numa coluna de um jornal local. Sejam as melhores dicas sobre como podar roseiras, como criar uma nova disposição do jardim ou sobre as melhores ferramentas para aparar sebes, pode partilhar alguma da sua experiência para ajudar terceiros.

Esta partilha não só contribui para o reconhecimento da marca e demonstra que é um profissional qualificado e especializado, como também transmite às pessoas que trabalhar consigo representa um valor acrescido para elas. Isso poderá converter-se num aumento de novos seguidores ou clientes — especialmente se as pessoas partilharem a sua história com terceiros. Seja como for, coloque a sua experiência em prática de forma adequada e reforce a posição da sua marca como uma das marcas líderes no setor.

16. Partilhe as suas experiências

Quer participe num evento de demonstração de ferramentas, numa exposição de horticultura ou numa conferência da indústria, mostre aos potenciais clientes que está ativo, interessado e envolvido na indústria. Pode fazê-lo através de uma breve partilha de algo que tenha visto, de uma atualização sobre o motivo da sua participação ou através da partilha do conhecimento que adquiriu. Os clientes e potenciais clientes ficarão impressionados com o seu empenho contínuo no que diz respeito ao desenvolvimento pessoal e do negócio. Por isso, partilhe aquela selfie no seu concessionário, centro de jardinagem, evento ou curso, para reafirmar a sua posição de vanguarda na sua indústria.

17. Rentabilize os tempos de paragem

Embora o paisagismo seja um empreendimento cuja realização decorre durante todo o ano, alguns meses são mais calmos do que outros. Se houver meses mais calmos por motivos sazonais, porque não antecipar a sua chegada, fazendo mais negócio até lá? Ou, se preferir fazer algo a pensar no futuro, porque não utilizar o tempo de paragem para planear a sua próxima iniciativa de marketing? É uma boa oportunidade para prever o próximo ano e planificar o desenvolvimento da marca ou a atividade promocional que planeou.

18. Faça, reveja, altere, repita...

Pode experimentar novos métodos ou implementar algumas estratégias de marketing para perceber o que funciona bem para a sua empresa. Todas as empresas são diferentes e, até experimentar algo, não vai saber que métodos funcionam melhor do que outros. Por isso, certifique-se de que mantém a consistência, faça experiências e, após 12 meses, reveja a sua estratégia. Se não estiver a funcionar, avalie o porquê e adapte ou desenvolva os seus métodos. Mas lembre-se: o marketing é uma atividade de foro crescente e pode demorar algum tempo até que a sua empresa e a sua marca se tornem mais reconhecidos na sua área.

Embora conciliar o marketing com as exigências do dia a dia da gestão da sua empresa possa parecer um grande compromisso, muitas vezes começar é o maior passo. Faça com que o ano de 2022 seja o ano em que se compromete a melhorar a sua atividade de marketing e veja os resultados que pode gerar!

Lista de verificação de marketing para empresas de paisagismo

Já ficou a conhecer as opções e oportunidades. Sente-se sobrecarregado, ainda assim? Siga a nossa lista de tarefas:

  1. Dedique uma hora por semana
  2. Defina a sua apresentação rápida
  3. Realize uma auditoria da marca
  4. Trace o perfil dos seus tipos de clientes
  5. Realize alguma pesquisa sobre os concorrentes
  6. Defina um plano de atividade
  7. Escolha uma rede social (recomendamos o Facebook ou o Instagram) e crie um perfil profissional
  8. Siga empresas, grupos, organizações e pessoas relevantes da comunidade
  9. Partilhe o seu sucesso — com fotografias/vídeos
  10. Solicite avaliações no Google
  11. Lance um esquema de incentivos
  12. Seja uma referência
  13. Faça publicações sobre quais são os seus planos, onde esteve, o que está a fazer — com fotografias/vídeos
  14. Faça, reveja, altere, repita…