COMO MINIMIZAR VERDADEIRAMENTE OS TEMPOS DE PARAGEM E MAXIMIZAR A PRODUTIVIDADE AO UTILIZAR UM CORTADOR DE RELVA COM MOTORES DA KAWASAKI

19 abr 4 Stroke Engines
COMO MINIMIZAR VERDADEIRAMENTE OS TEMPOS DE PARAGEM E MAXIMIZAR A PRODUTIVIDADE AO UTILIZAR UM CORTADOR DE RELVA COM MOTORES DA KAWASAKI

Spring signals the start of the busiest period for your machines and Kawasaki has some top tips for minimising downtime and maximising productivity.

A primavera assinala o início do período mais atarefado para as suas máquinas e a Kawasaki tem algumas dicas importantes para minimizar os tempos de paragem e maximizar a produtividade.

Depois de um inverno em que estiveram guardadas, as suas máquinas terão de operar na sua capacidade máxima ao entrar na época vegetativa. Martin Cook, Diretor Técnico e de Peças da Kawasaki Engines, destaca as principais tarefas de manutenção para garantir que o seu motor e as suas máquinas funcionem no melhor das suas capacidades nesta época.

Em primeiro lugar, retirar as velas de ignição e verificar a folga. Óleo numa vela de ignição pode ser um sinal de baixa compressão. Não tentar limpar os depósitos de carbono das velas de ignição, isto pode causar mais problemas, sobretudo tendo em conta o preço de uma nova vela de ignição. É extremamente importante fazer isto de forma correta, uma vez que uma falha na ignição ou velas com baixo desempenho podem causar tensão no motor.

A importância de efetuar verificações gerais nas suas máquinas não pode ser subestimada e algumas têm de ser feitas com mais frequência do que outras. Por exemplo, deve-se verificar o nível de óleo do motor, porcas e parafusos desapertados ou perdidos, fugas de combustível e óleo, nível de eletrólito da bateria e confirmar a limpeza do filtro de entrada de ar diariamente. É também necessário assegurar a limpeza do elemento de espuma do filtro de ar a cada 25 horas, e das velas de ignição e do elemento de papel do filtro de ar a cada 100 horas ou durante a preparação para a primavera, o que ocorrer primeiro.

Embora a maior parte das verificações e limpezas possam ser efetuadas por um técnico de oficina ou por um paisagista competente ou um jardineiro, algumas verificações devem ser realizadas por um concessionário autorizado da Kawasaki Engines. Por exemplo, mudança do óleo do motor e do filtro, limpeza das aletas da cabeça do cilindro e verificação e ajuste da folga da válvula.

Caso não tenha drenado o depósito antes de armazenar a máquina durante o inverno, será necessário verificar se o depósito não tem água ou quaisquer resíduos. O etanol atrai água e a ignição do motor pode falhar caso contenha água. Esta verificação será fácil de realizar uma vez que a maioria dos motores tem depósitos de plástico, transparentes e a água estará depositada no fundo. Em caso de dúvida, drenar e encher de novo.

A maioria dos tratores corta-relvas terá dois reservatórios de óleo, um para óleo hidrostático e outro para óleo do motor. Verificar sempre se está a ser utilizado o depósito correto durante o enchimento. Algumas transmissões hidrostáticas utilizam o mesmo óleo que o motor. Para estas, consultar o manual de instruções da sua máquina.

Uma das coisas mais importantes que pode fazer para o desempenho geral da sua máquina é certificar-se de que as lâminas estão afiadas e equilibradas. Todos os outros aspetos da manutenção do cortador de relva podem estar perfeitos, mas se as lâminas estiverem embotadas, o seu motor tem de trabalhar muito mais, e isso tem repercussões em termos de longevidade do motor e na economia de combustível, além de levar à retificação, afetando a produtividade.

Uma forma fácil de manter a fiabilidade do seu motor Kawasaki é utilizar apenas peças originais Kawasaki. Isto pode fazer toda a diferença entre uma máquina fiável e uma que não o é. A utilização de peças não originais reduz a probabilidade de a sua máquina funcionar de forma tão produtiva ou eficiente como deveria. Ao escolher peças originais Kawasaki, tem a garantia de qualidade, fiabilidade e conformidade com as especificações do equipamento original.

A maioria dos filtros de óleo tem o mesmo aspeto no exterior, mas dentro de um filtro Kawasaki, existe um tubo de liga com ranhuras que protege o fluxo de óleo. Uma válvula de “bypass” acionada por pressão previne o desgaste no arranque a frio e mantém o fluxo em caso de bloqueios. Válvulas de silicone, vedantes de borracha e um copo resistente suportam temperaturas elevadas e uso intenso. A construção Kawasaki proporciona um nível diferente de proteção do motor, na qual pode confiar.

Da mesma forma, os filtros de ar e óleo Kawasaki foram especificamente concebidos com uma permeabilidade que se adequa ao fluxo, pressões de funcionamento e temperaturas do seu motor Kawasaki — e o mais importante, encaixam na perfeição.

Com as máquinas a entrar no seu período mais atarefado, certifique-se de que está a prepará-las para o desempenho máximo. O tempo gasto agora em medidas preventivas de rotina, permitirá reduzir ao mínimo o tempo de paragem e manter a produtividade ao máximo.