Como começar uma empresa de paisagismo em seis passos, com dicas de Sam Jarockyj da JayRock Lawn Care & Gardening

10 jun
Como começar uma empresa de paisagismo em seis passos, com dicas de Sam Jarockyj da JayRock Lawn Care & Gardening

Se está a sonhar com os dias longos passados ao ar livre e nutre, há já algum tempo, uma paixão pela jardinagem e pela manutenção de relvados, pode já ter considerado começar a sua própria empresa de paisagismo.

Não seria o único a pensar em alargar horizontes: um relatório da Workday and Yonder Consulting descobriu que 25% dos funcionários em toda a Europa esperam mudar de emprego nos próximos 12 meses. De acordo com outra pesquisa, um quinto dos adultos no Reino Unido está à procura de gerar um fluxo de rendimento a partir de um passatempo. Passar da jardinagem como passatempo para a jardinagem paisagística como profissão é um grande passo, mas, com a nossa abordagem passo a passo, pode perceber se esta é uma ideia que pretende concretizar.

Com as dicas e recomendações de Sam Jarockyj, que esteve recentemente (em 2020) na sua posição e é agora proprietário e administrador da JayRock Lawn Care & Gardening no nordeste da Escócia, podemos ajudá-lo a decidir se começar uma empresa de paisagismo é a opção certa para si.

1. Decida se começar uma empresa de paisagismo é a opção certa para si

Deve tornar-se um jardineiro paisagista profissional?

Antes de proceder ao seu primeiro corte de relva, iniciar um plano de negócio detalhado e escolher um nome pessoal, mas profissional, tem de equacionar o seguinte: se começar uma empresa de paisagismo é a opção certa para si.

Passar a ser o seu próprio chefe tem várias vantagens, tais como flexibilidade e liberdade, mas também exige que tenha uma personalidade motivada, uma vez que a responsabilidade pelo sucesso da sua empresa depende totalmente de si.

Sam, que começou a sua própria empresa do zero em 2020, diz o seguinte: “Para se tornar um jardineiro paisagista profissional e não apenas um amador, precisa mesmo de querer colocar a ideia em prática. Se tem uma paixão por alguma coisa, pode ser algo por que se esforce verdadeiramente, mas também tem de estar disposto a comprometer-se e dedicar-se ao seu sucesso.”

Acerca do tipo de personalidade ideal para a indústria, Sam disse “Não é relevante se o seu tipo de personalidade é introvertido ou extrovertido, mas tem de ser resiliente e ter uma mente aberta. Os erros devem ser encarados como lições para continuar em frente e de cabeça erguida e não como sinais para parar. É importante saber lidar com pessoas, mas tudo se resume a transmitir uma imagem de confiança, ser comunicativo e esforçar-se na relação com os seus clientes.”

Existe uma oportunidade para começar uma empresa de paisagismo ou de tratamento de relvados na sua área?

Embora o próximo passo, que aborda a elaboração de um plano de negócio detalhado, vá explorar esta questão de forma mais detalhada, vale a pena fazer uma pesquisa na área e ter em consideração a concorrência existente.

Basta que faça uma pesquisa online para encontrar facilmente os serviços de paisagismo que se encontram disponíveis na sua área local e identificar o que falta no mercado. Os jardineiros paisagistas podem prestar serviços tão diversificados que até mesmo um mercado saturado pode oferecer alguma oportunidade. Identifique o que falta aos seus concorrentes - isto pode ser qualquer coisa, desde um serviço mais personalizável a uma ferramenta para um nicho - e determine qual é o seu próprio mercado-alvo.

Tem alguma experiência ou competências relevantes?

Não precisa de ter nenhuma qualificação em particular, mas vai querer certificar-se de que é a pessoa certa para a tarefa em questão. A aplicação de qualquer experiência relevante, desde conhecimentos anteriores de design paisagístico à manutenção de relvados, pode conceder-lhe uma vantagem em relação à concorrência.

Existem muitos aspetos relacionados com a gestão de uma empresa de paisagismo e o conhecimento de vários tópicos, tais como identificar plantas venenosas e a experiência no que diz respeito ao manuseamento de pesticidas, pode ser incrivelmente útil.

Tal como Sam salienta, contudo, as áreas relativamente às quais não possui qualquer experiência e conhecimento podem ser aprendidas, “Pode aprender tudo o que precisa de saber para aplicar ao paisagismo. Por vezes, surge algum pedido por parte de potenciais clientes ao qual não pensava que podia dar resposta. A aprendizagem prática é a melhor opção e a Internet é um recurso excelente; pode ver vídeos de tutoriais no YouTube e depois tentar aplicar o que aprendeu no seu próprio jardim ou no jardim de alguém que conhece.”

“Se for um iniciante a cem por cento nas áreas da jardinagem e do paisagismo, pode trabalhar por conta de outrem ou até mesmo fazer voluntariado em empresas locais. Ou pode aprender uma competência online e pedir conselhos a profissionais da indústria. Mas tome a iniciativa. As lições que tira dos fracassos relacionados com a sua própria empresa valem muito mais do que se estivesse a trabalhar por conta de outrem. É sempre bom ter alguém que o oriente, mas não há nada como aprender por si próprio.”

Sam realçou a importância de gerir as expectativas dos clientes, “É essencial ser honesto e direto com os clientes e gerir as expectativas dos mesmos, especialmente se estes estiverem a solicitar um serviço relativamente ao qual não tem qualquer experiência. Gira as expectativas para evitar desiludir os seus clientes.”

2. Elabore um plano de negócio

A elaboração de um plano de negócio confere-lhe passos exequíveis e foco, que irão ajudá-lo a viabilizar a sua empresa. Como proprietário de uma pequena empresa, o seu plano de negócio terá de incorporar cada aspeto da sua empresa, uma vez que poderá não querer delegar trabalho a terceiros, nomeadamente a contabilistas, que, por norma, assumiriam esta parte numa primeira fase.

O seu plano tem de incluir a forma como irá administrar a sua empresa, os serviços que irá prestar, uma estimativa dos custos e o salário de que necessita, e como planeia colocá-lo em prática. Nesta fase, deve identificar o seu mercado-alvo, criar um resumo financeiro aproximado e delinear a sua estratégia de marketing.

A compreensão do que constitui uma consideração fundamental para novos clientes pode ajudá-lo a encontrar o seu próprio lugar na indústria da manutenção de relvados e jardins: é essencial oferecer aos clientes algo diferente do que os seus concorrentes oferecem e esse aspeto deve ser definido no seu plano de negócio.

3. Escolha um nome para a sua nova ideia de empresa

Escolher um nome para a sua empresa de paisagismo pode parecer uma decisão monumental, mas não complique. O nome deve realçar os serviços que presta e deve ser, ao mesmo tempo, facilmente identificável como sendo seu. Um potencial cliente deve conseguir identificar exatamente o que a sua empresa oferece.

Ao decidir o nome para a sua empresa, Sam decidiu desde logo que queria que fosse “algo que me associasse a ela enquanto pessoa. Era importante para mim que tivesse o meu nome. O meu apelido é Jarockyj e desde os tempos de escola que a minha alcunha é Jay Rock; para mim, JayRock Lawn Care & Gardening foi a combinação perfeita de um nome com caráter pessoal e informativo.”

Assim como a decisão do nome para a sua empresa, também deve criar um logótipo da marca. Isto será importante para promover o negócio e conferir uma imagem profissional à sua empresa.

Se a criatividade não for o seu forte, pode solicitar os serviços de um designer gráfico. Se quiser poupar mais dinheiro numa primeira fase do seu negócio, pode assumir esta tarefa. Serviços como o Canva são intuitivos e ótimos para utilizadores iniciantes; foi através deste que Sam criou o logótipo para a JayRock Lawn Care & Gardening, que é utilizado até hoje.

4. Compreenda o lado financeiro

Desde os custos de manutenção à escolha do seguro, existe uma série de considerações em matéria de finanças que deve ser ponderada ao começar uma empresa de paisagismo.

Quanto custa começar uma empresa de paisagismo?

A resposta a esta pergunta depende do enquadramento da sua empresa; o valor é determinado por si. Algumas pessoas começam uma empresa de paisagismo com ferramentas emprestadas ou utilizam até os equipamentos dos seus clientes. Outras têm orçamento para investir seriamente numa variedade de equipamentos Premium.

Terá de ter em consideração fatores como os custos de mão de obra e de material e determinar o valor à hora e o pagamento que irá receber por cada trabalho. Tal como Sam salienta, a indústria paisagística é sazonal, “a maior parte do seu rendimento será proveniente de meses com grandes volumes de trabalho durante a primavera e o verão. Terá de planear as suas finanças em conformidade e esperar que haja uma diminuição dos volumes de trabalho durante os meses de inverno.”

Geralmente, deve reservar aproximadamente 3,5 a 5,5 mil euros como valor mínimo para começar uma empresa de paisagismo, mas 12 a 22 mil euros é o valor mais comum. O valor de 3,5 a 5,5 mil euros irá cobrir custos do equipamento mais básico, mas o valor de 12 a 22 mil euros irá cobrir os custos do equipamento essencial e conferir-lhe alguma margem de manobra, caso o negócio demore algum tempo a desenvolver-se.

Algumas pessoas podem começar a realizar trabalhos de paisagismo como part-time aos fins de semana, outras, como full-time. Se está a abandonar completamente um rendimento regular para se aventurar diretamente como proprietário de uma pequena empresa, deve ter uma almofada de segurança de, aproximadamente, seis meses do seu rendimento anterior para cobrir quaisquer eventuais despesas. Não vai querer estar numa posição de incerteza e stress, caso demore algum tempo até ter os seus primeiros clientes.

Faça a gestão da sua contabilidade desde o início

A implementação correta dos seus sistemas financeiros desde o início revelar-se-á um elemento de valor inestimável e o facto de se manter a par da faturação e da contabilidade irá contribuir para o sucesso a longo prazo. É fundamental que tente ser organizado e programe as tarefas administrativas, de modo a realizá-las atempadamente.

A gestão de custos, impostos e finanças pode parecer uma tarefa assustadora, mas, se a incorporar na forma como gere o seu negócio desde o início, tornar-se-á mais fácil. Sam insiste na opinião de que ficar a par das suas finanças é, muitas vezes, o que distingue uma empresa falhada de uma bem-sucedida; “é tão importante manter-se organizado no que diz respeito às suas finanças. Para simplificar as coisas, pode utilizar uma aplicação de contabilidade como a Quickbooks, de forma a aumentar a eficiência e ir realizando a faturação. Se tiver uma abordagem séria perante a contabilidade e conduzir corretamente as suas finanças desde o primeiro dia, poderá evitar grande parte do stress posteriormente.”

Que tipo de seguro necessita, como paisagista?

No início do seu percurso em se tornar um paisagista profissional, a questão de ter um seguro pode não ser a sua prioridade. Mas ter um seguro é um fator essencial, que não deve ser ignorado. Se prescindir da necessidade de ter um seguro, isto pode comprometer o seu negócio ou até mesmo infringir a lei.

Se trabalhar em espaços públicos, irá necessitar de um seguro que o proteja de reclamações caso ocorram quaisquer ferimentos causados a membros do público em geral. Se tiver funcionários a trabalharem para si, irá necessitar de um seguro como empregador. Este tipo de seguro é, por norma, uma exigência legal.

5. Estabeleça de que ferramentas e equipamentos necessita para a realização de trabalhos profissionais de tratamento de relvados

A jardinagem paisagística abrange uma ampla variedade de trabalhos e as ferramentas e equipamentos de que irá necessitar dependem do seu mercado-alvo e dos trabalhos que espera vir a realizar. Por exemplo, o paisagismo de grandes projetos irá exigir um conjunto de ferramentas diferente do paisagismo de pequenos projetos.

Se não tiver a certeza, à medida que for realizando os seus trabalhos, irá perceber rapidamente qual é o equipamento que faz sentido para o seu negócio e que direção pretende seguir, assim como que equipamentos estão a mais. Geralmente, os primeiros investimentos em equipamento que fizer irão representar a base da sua oferta.

Contudo, independentemente do seu tipo de trabalho, existem alguns elementos essenciais em termos de equipamento dos quais irá necessitar:

  • Um cortador de relva fiável
  • Um aparador de relva para bordas
  • Uma ferramenta manual para bordas.

Identifique quem são os seus clientes e os serviços que pretende prestar. Depois, pode pesquisar as ferramentas necessárias - o paisagismo pode ter várias vertentes, por isso, ter um plano de negócio detalhado é essencial.

Invista em equipamento fiável de alta qualidade

A utilização comercial exige um tipo de equipamento que não integra muitos dos modelos mais baratos. O investimento em equipamento fiável de alta qualidade será a opção mais económica a longo prazo, comparativamente à compensação de custos ao optar por modelos mais baratos, numa fase inicial. A compra de maquinaria de marcas conceituadas e confiáveis é mais rentável a longo prazo e dá-lhe a garantia de poder prestar um serviço de qualidade Premium desde o início.

Naturalmente, o seu orçamento pode não permitir esse investimento. Nesse caso, compre o melhor equipamento que puder. Quando começar a faturar e tiver clientes regulares, poderá investir mais e identificar mais facilmente o que precisa.

Sam recomendou o seguinte: “É melhor investir desde início, se puder. Todos têm de começar por algum lado, por isso, se estiver a começar com um par de tesouras e uma vassoura para ir trabalhando, é isso que tem de fazer, mas recomendo comprar o melhor equipamento possível com o orçamento que tem.”

E contínua: “Preste atenção aos fabricantes e às marcas conhecidas - tire partido de demonstrações sempre que puder - e tome uma decisão bem fundamentada.”

A Kawasaki Engines oferece potência e durabilidade

À pergunta sobre qual era a marca em que vale a pena confiar, Sam indicou a Kawasaki Engines: “Há equipamentos com uma potência ligeiramente inferior e equipamentos cuja utilização não é confortável, mas estes aspetos nunca representaram um problema em nenhum dos meus equipamentos com motores Kawasaki.”

“Com um motor Kawasaki, sabe-se que este é de confiança e que tem a potência necessária. No que diz respeito a motores de excelência, Kawasaki é o primeiro nome em que penso.”

A Kawasaki Engines oferece um nível de fiabilidade, durabilidade e confiança essencial para a utilização comercial. O equipamento Powered by Kawasaki consegue facilmente dar resposta a cargas de trabalho exigentes e não irá desiludi-lo sempre que precisar do mesmo.

Deve comprar ou alugar equipamento novo?

Com tanta oferta disponível à escolha, decidir se deve ou não comprar o seu equipamento ou alugá-lo pode ser determinante para assegurar o sucesso do seu negócio.

Sam simplificou esta questão: “Compre o que precisa, alugue o que não precisa. Algumas ferramentas são perfeitas para a realização de um trabalho sazonal e, por isso, faz mais sentido alugá-las quando forem necessárias ou pedi-las emprestadas. Irá ver que vai alugar mais equipamento numa fase inicial, quando ainda estiver a avaliar quais são as necessidades do seu negócio.”

6. Encontre os seus primeiros clientes

Portanto, já tem um nome, um plano e identificou o equipamento de que precisa. Agora, chegou o momento de colocar tudo isto em prática. Encontrar os seus primeiros clientes é um dos desafios mais difíceis para aspirantes a jardineiros paisagistas e exige perseverança, assim como um marketing diligente. A pesquisa de mercado que realizou aquando da decisão da implementação do seu negócio será uma grande ajuda nesta fase.

Comece a sua estratégia de marketing

Há duas formas eficazes de promover uma empresa de paisagismo recém-criada e deve aplicar uma combinação das duas. A publicidade dos serviços online é uma extraordinária forma de atrair o interesse a nível regional, mas o marketing presencial é igualmente importante.

Comentando o seu próprio sucesso inicial, Sam recomendou o seguinte: “Só tem de se expor e não ter receio de quem o vai ver. Eu queria estar em todo o lado; usei as redes sociais e o marketing online e criei os meus próprios cartões de visita, panfletos e pósteres, de forma a ter uma presença física na comunidade. Existe toda uma geração que não se sente propriamente confortável online, por isso, não deve descartar nenhuma abordagem.”

“Até mesmo usar t-shirts personalizadas enquanto trabalha pode despertar o interesse de alguém que passe por si. Se o seu orçamento for limitado, pode bater às portas, distribuir panfletos e oferecer os seus serviços desta forma. Comece a construir uma reputação assim que puder, de forma que, assim que alguém necessitar de algum serviço, o seu venha automaticamente à cabeça.”

Sam partilhou que a fonte Google My Business foi particularmente útil para novos clientes, ao estabelecer a JayRock Lawn Care & Gardening como um negócio legítimo e confiável nos resultados apresentados no Google. Outras vias úteis foram a publicidade através do Facebook e outras plataformas de redes sociais. Recomendações, anúncios em jornais locais e outras formas de marketing, todos contribuíram para o crescimento do seu negócio. E, por último, se tiver vinis autocolantes no seu veículo comercial, certifique-se de que os mantém em estado limpo e apresentável; o estado dos mesmos irá refletir o trabalho que realiza.

Dica rápida: identifique quaisquer projetos habitacionais novos. Quando os novos e orgulhos proprietários se mudam para casas recentemente construídas, as ruas dessas casas são ouro vivo para os profissionais que podem oferecer mudanças instantâneas e os jardins ainda por explorar nas novas casas são, com frequência, uma área comum a investir.

Para mais recomendações sobre marketing, leia as 18 táticas de marketing para a sua empresa de paisagismo em 2022.

Recomendação final de Sam sobre como começar uma empresa de paisagismo de sucesso

Não há melhor inspiração para começar a sua própria empresa de paisagismo ou de tratamento de relvados do que ouvir a história de alguém que conseguiu alcançar esse objetivo. Sam partilha algumas dicas e considerações finais sobre a forma como pode encontrar o seu próprio lugar na indústria:

  • Quanto tempo demorou a sentir-se seguro na sua empresa? “Comecei por querer fazer isto como um segundo trabalho, mas, ainda assim, encarei-o como um verdadeiro empreendimento empresarial: reuni todos os logótipos e documentos e avancei. Levei aproximadamente um mês a perceber que isto iria produzir rendimento e não apenas dinheiro para complementar outras despesas menores. Pode ser rápido assim. Comecei no dia 1 de agosto de 2020 e, em setembro, já conseguia perceber que seria mais do que aquilo que alguma vez pensei que podia ser.”
  • O que diria a si mesmo se pudesse recomeçar? “Acredita que vai correr bem. Preocupações com o dinheiro vão existir sempre, assim como o receio de conseguir comprar equipamento. Devia ter-me preocupado muito menos! Mantenha-se consistente e confie em si.”
  • Alguma recomendação final para quem está indeciso em avançar? “Avance! Faça-o. Seja para fazê-lo durante um dia, um mês ou todos os fins de semana, tente. Em breve, vai perceber se esta não é a opção certa para si ou vai descobrir que a paixão existe e está preparado para fazer o que for preciso para colocá-la em prática.”